A atividade física e o sono do idoso

Ao se associar a atividade física com o sono, aspecto analisado por estudos (Boscolo et al,2007)afirma que o exercício físico regular contribui para a qualidade de vida, proporcionando aos praticantes a melhoria das capacidades cardiorrespiratória e muscular e a melhoria da qualidade e da eficiência do sono. Portanto, conclui-se que, se os idosos praticarem alguma atividade física, possivelmente terão uma melhora na qualidade do seu sono.
Taveira e Ceolin (2003) buscaram avaliar a qualidade subjetiva do sono de idosos (idade média de 70,4 ±6,5 anos), com cardiopatia isquêmica (CI) e os fatores que influenciam o sono, segundo seu ponto de vista.além de fortes evidências experimentais de que um programa de exercício físico regular pode melhorar a quantidade e qualidade do sono em indivíduos idosos (Guimarães, Lima e Souza, 2007).

Essa relação positiva entre a atividade física e o sono ocorre devido á proposição de que o sono tem o papel de recompensar energias perdidas durante o dia.
No estudo de Guimarães et al. (2007) avaliou-se o tempo total de sono (TTS) e a qualidade do sono em idosas sedentárias com idade mínima de 60 anos, submetidas a um programa de caminhada em grupo. Foram instruídas a preencher o Diário do Sono e a Escala Visual Analógica (EVA) de qualidade do sono, antes e durante um programa de atividade física em grupo.

Diante da análise dos resultados apresentados, conclui-se que o TTS aumentou e a qualidade do sono melhorou após o programa de atividade física, realizada neste grupo. Os autores deste estudo afirmam que mesmo atividades simples como a caminhada, houve considerável melhora no comportamento do sono das idosas. Alguns autores afirmam que os exercícios aeróbicos influenciam de forma considerável a qualidade do sono.’

Por: Anndressa Fiusa
Fonte:http://www.efdeportes.com/efd139/o-sono-do-idoso-e-a-atividade-fisica.htm

× Entre em contato!

© 2018 CUIDAR - Todos os direitos reservados