Prefeitura de Juiz de Fora inicia campanha de vacinação contra gripe influenza

Idosos e profissionais da saúde serão imunizados primeiro.

Começou, na manhã desta segunda-feira (23) a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza em Juiz de Fora. Inicialmente, os idosos e os profissionais da saúde têm prioridade na imunização. Além de todas as 63 Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), o Departamento de Saúde do Idoso (Rua Batista de Oliveira, 943, Centro), o PAM Marechal e a Faculdade de Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) são os demais postos de vacinação.

Com o intuito de mitigar a demanda, a PJF subdividiu em três os grupos de imunização da primeira fase, que vai até o meio de abril. Nesta semana, idosos de 80 anos ou mais serão atendidos; entre os dias 30 de março e 3 de abril, o público-alvo compreende as pessoas entre 70 e 79 anos; por fim, entre os dias 6 e 15 de abril, será a vez da população com idade entre 60 e 69 anos. A Secretaria de Saúde (SS) do município orienta os idosos a utilizarem máscara durante a saída de casa para o procedimento. Pessoas com quadro de síndrome gripal ou em quarentena indicada por médico não devem se vacinar inicialmente.

Na segunda fase, professores, profissionais das forças de segurança e salvamento, além doentes crônicos são esperados entre 16 de abril e 9 de maio. Na terceira, crianças de seis meses a menores de seis anos, pessoas com 55 anos ou mais, grávidas, mães no pós-parto, população indígena e portadores de condições especiais serão atendidas entre 9 e 22 de maio. Todo o público-alvo compreende um contingente de 132.592 pessoas em Juiz de Fora.

A vacina ofertada é a trivalente, a qual protege contra os três subtipos do influenza: H1N1, H3N2 e Influenza B. A dose é contraindicada para pessoas que têm histórico de reação grave a doses anteriores ou alergia grave a ovo de galinha. A vacina não imuniza contra a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. A antecipação do período para imunização, pelo Ministério da Saúde, tem como objetivo auxiliar os profissionais de saúde a descartarem o Influenza na triagem de casos da doença.

Horários

Os postos de vacinação tradicionais atendem de segunda a sexta-feira, sendo que as UBS’s funcionam das 8h às 10h30 e das 13h às 16h30; o Departamento de Saúde do Idoso está disponível das 8h às 16h30; e o PAM Marechal, das 8h às 16h30. O posto montado na UFJF funciona na segunda-feira, das 10h às 16h; entre terça e sexta-feira, das 8h às 16h; e no sábado, das 9h às 14h.

“Drive thru” na UFJF

Seguindo iniciativa realizada em outros lugares do mundo, parceria da PJF com a UFJF garantiu um posto de vacinação no modelo drive thru na Faculdade de Educação da Universidade a partir desta segunda-feira (23). Nele, os idosos serão vacinados diretamente do carro, com a intenção de evitar exposição a uma possível contaminação pelo novo coronavírus, uma vez que o grupo é o mais vulnerável à Covid-19. “Esta ação tem o interesse de reduzir a aglomeração de pessoas e dirimir a exposição e o contato entre as pessoas. É abrir um outro posto para ajudar a Prefeitura e contribuir para diminuir o contato”, salienta Valeska dos Reis, enfermeira da UFJF que atua na frente de vacinação.

Ainda antes do atendimento iniciar na manhã desta segunda, uma longa fila de veículos já se formava entre a Faculdade de Odontologia e a Faculdade de Educação. Conforme informação de pessoas que aguardavam a imunização, o procedimento começou a ser feito por volta das 10h30, mas, apesar da grande quantidade de pessoas aguardando, a espera não é demorada. “Eu cheguei 9h40, e já tinha bastante gente. A fila anda rápido, mas também não para de chegar gente. A fila já ficou maior do que quando cheguei”, alerta Adriano de Sousa, que garantiu a imunização da mãe de 87 anos logo nas primeiras horas da campanha. “Não sei como o atendimento vai estar depois, se as pessoas vão se informando mais e vai aumentar a demanda. É melhor garantir”, destaca.

Para quem optar a imunização pelo posto da UFJF, a PJF orienta: ir com roupa que facilite a aplicação da vacina no braço; se possível, ir de máscara descartável (não é obrigatório); estar acompanhado por apenas uma pessoa no carro. Não é necessário levar cartão de vacina, sendo que a aplicação vai ser comprovada com um adesivo disponibilizado pela equipe de saúde.

Fonte: Por Tribuna; 23/03/2020 às 09h25- Atualizada 23/03/2020 às 12h02

× Entre em contato!

© 2018 CUIDAR - Todos os direitos reservados